(Português) Quaresma sem plástico: o desafio

 

 

 

Nosso objetivo não deve ser eliminar completamente o plástico do nosso dia-a-dia neste mês – até porque é quase impossível – mas é aproveitar este período para refletir sobre nosso consumo.

 

A quem topar, é essencial anotar todo dia o que foi mais difícil e algum comentário interessante sobre ações que foram aplicadas. Ao final de cada semana, deve ser enviado um resumo das atividades realizadas para Danilo<eusdecarvalho@gmail.com> oiu Bandone <bbandone@gmail.com>, que farão os posts na fanpage do NEC: www.facebook.com.br/necrj.

Quaresma sem plástico nas Redes Sociais

Iremos mostrar comentários e vídeos de quem quiser nas redes sociais. As postagens referentes à campanha devem vir acompanhadas das #s, e marcar a @ClientEarth, organização que está liderando este desafio:

@ClientEarth #PlasticFreeLent #PlasticFreeLentBR #e4cb #economiacircularBR  #NEC #desafio, e #1asemana #2asemana #3asemana #4asemana (para cada semana)

 

Metas

  1. Avaliar os produtos que consumimos,
  2. Anotar nossas boas práticas e,
  3. Pensar onde podemos melhorar.

 

Registro

Fazer uma agenda e/ou descrever o que foi mais crítico ou surpreendente. Registrar os momentos com fotos ou vídeos. E quem quiser, gravar um vídeo ao final de cada semana.

 

Cada semana uma reflexão sobre a Quaresma sem plástico

 

1a semana: Sendo consistente + reciclagem

Avaliar nosso consumo e registrar as ações que já fazemos no dia-a-dia: uso de copos reutilizáveis, uso de ecobags, uso de garrafas e/ou outros itens que carregamos no nosso dia-a-dia para re-uso. Aqui pode entrar a discussão sobre o uso de canudos e o de vidro da Mentah (não é Max?…..mas eu confesso que este é um item que eu prefiro não usar ao invés de carregar um de vidro comigo….ou talvez o de papel seria mais fácil, mas vale a reflexão). Nosso problema é que nem sempre lembramos de ter estes itens conosco. então o objetivo desta 1a semana é focar nestes hábitos e refletir sobre dicas que podemos dar as pessoas destacando os prós e cons dos itens que usamos. Além disso, olhar nossos hábitos frente a reciclagem. Estamos separando adequadamente nosso lixo? Onde levamos? Seu prédio tem reciclagem? Que tal nesta semana avaliar com o síndico se tem algo melhor a se fazer no seu condomínio, ou no seu bairro ou no supermercado local?

2a semana: Alimentação + uso do plástico na cozinha e na rua

Focar na nossa alimentação e pensar na preparação das nossas refeições. Como evitar comidas embaladas e pensar em como reduzir a compra de produtos embalados. Você já usa sacos de pano para carregar os legumes e verduras que você compra (eu não!) será que não devemos comer alimentos frescos, cozinhar mais. Mas e a correria do dia-a-dia? Como fazer? E os produtos que não conseguimos comprar por inteiro e que a embalagem nos traz praticidade para compra em pedaços (Não é mesmo Ivana)? E se o padrão atual do produtor é inevitavelmente embalado? A embalagem de fato protege o alimento e evita desperdícios. Portanto, será que neste caso é melhor criar uma campanha de reciclagem para estas embalagens? E o nosso adorado cafezinho? Em cápsula ou tradicional? Já experimentou cápsulas re-utilizáveis? Tem alguma zona cerealista perto da sua casa para você comprar alimentos a granel? Nesta semana podemos tentar descobrir novas lojas e favorecer aquelas com menor uso de embalagens. (Esta será a minha meta desta semana – visitar a zona cerealista em São Paulo).

3a semana: Cosméticos e produtos de limpeza + uso do plástico no banheiro

Uma das maiores praticidades do plástico está nos cosméticos e produtos de limpeza. Tudo vem embalado em plástico. Você já experimentou sabão em barras? Discos de crochê ou bucha vegetal para limpeza? Já experimentou produtos de limpeza natural, aqueles com menos produtos tóxicos ou que vem com refil? Já pensou em participar destes programas de assinatura? E não se esqueça de evitar os micro-plásticos.  E as escovas de dente de bambu?? Nem sei se conseguimos comprar isto aqui no Brasil…..

 

4a semana: Reflexão e desafio

Esta semana serve para avaliarmos o nível de dificuldade de obter alguns itens como o papel higiênico sem plástico. Refletir sobre os maiores desafios e o que poderíamos fazer no âmbito do Núcleo de Economia Circular – NEC – para estimular o debate, influenciar as empresas, pensar em algum design novo ou, até mesmo, servir de objeto de debate em nossos webinários ou discussão em um Hackathon Circular exclusivo para desenvolver soluções para o novo mundo. Se possível, cada um deve escrever um breve resumo destacando: o que achou do desafio, estabelecer algum novo hábito que irá tentar manter e o que foi mais difícil.

 

DEPOIMENTOS de quem já está participando do #PlasticFreeLent

Danilo Carvalho, Comitê Gestor do NEC

“Usei uma sacola plástica sem nem notar que ela estava lá. Minha esposa me deu uma maçã para eu levar para aula e quando percebi, notei que havia jogado no lixo uma sacola com o que restou da maçã no lixo. Lição aprendida: levar um pote para a Uni, sempre.”

 

Beatriz Luz, Comitê Gestor do NEC

“Segui para um café toda preparada, com o meu copo reutilizável, minha salada de fruta que trouxe de casa com pote e colher reutilizáveis. A atendente serviu o café no meu copo e fui me sentar toda orgulhosa. Porém, ao final do meu lanche fui pedir um guardanapo que veio embrulhado em plástico….O que fazer neste caso? Limpar a mão na calça jeans? Tive que abrir o envelope….”

 

Diane Vandesmet

Gerente de Comunicação da Client Earth, baseada em Bruxelas.

“This week I tried to go plastic-free… and it was not so easy. I started the week by breaking my plastic-free contract, because I desperately needed to buy food and it was too late to go to the organic market.”

Interessante ver que mesmo em Bruxelas, temos desafios bem similares para enfrentar o dia-a-dia sem a conveniência do plástico. Para o depoimento completo ir no link abaixo

 

Anna Watson

Descrição do desafio feito em 2009.

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *